Rádio Podcast - Programa da semana
Culto ao vivo - Domingos às 20h

« Página inicial

O Sangue do Cordeiro à meia-noite
Mário Hort

Encontramos vários cristãos, porém todos confessaram estar desviados, o que significa que eles saíram da casa com o sangue do Cordeiro de Deus.

O Sangue do Cordeiro à meia noite em São Luís, MA.

Meu “escritório” de reportagem em São Luís abriu as portas, com uma hora de atraso, pois chegamos as 3h00 da madrugada ao hotel. Mas, logo meu CHEFE me enviou a procura da primeira pessoa, que aceitasse dar uma entrevista cordial ou antipática, mas sua reação seria uma avaliação do povo maranhense.

Isso foi audacioso, porém seria como a prova da polícia aduaneira, na investigação de uma carga de trigo a granel.

Encontrei um homem parado numa sombra, frente ao hotel e lhe perguntei: “Senhor Paulo, o sangue do Cordeiro está sobre a sua casa”? Ele respondeu: “Sou ludovicense (gentílico para quem é nascido em São Luís, MA) e ainda não tenho este sangue nos portais de minha casa, porque algumas coisas faltam ser ajustadas, segundo a vontade do Cristo. Pois tudo deve estar de acordo com o ensinamento de Cristo e não conforme os 'nossos' pensamos”, declarou. “Eu me considero evangélico, mas não 'dentro das quatro paredes' da igreja, pois me desviei do caminho, pela influência de meus familiares, e por questões da antiga religião”, concluiu.

Comentei com Paulo, que durante a viagem, alguém imaginou que um anjo do céu tivesse pintado os umbrais das portas com sangue, das casas do povo de Israel para evitar a morte dos primogênitos, porém esclareci: “O tema tem como enfoque principal, que cada pessoa é responsável pelo sangue sobre a sua alma, a responsabilidade sempre era do pai, de pintar os umbrais da porta de sua casa com o sangue do Cordeiro”, esclareci. Com as mãos no ombro do desconhecido, lhe falei: “Paulo, você é pai e avô, os filhos nasceram com seu DNA e estão sob sua responsabilidade. Você deve fazer o sangue do Cordeiro de Deus chegar sobre os seus descendentes”, enfatizei.

E questionei: “Você conheceu o tempo quando o pai ainda foi o chefe da família”? - “Sim, eu lembro que os filhos, somente pelo olhar do pai sabiam o que deveriam fazer”, afirmou.

“É dever do pai, tingir os umbrais da porta da sua casa, com o Sangue do Cordeiro de Deus, para salvar os que procederam de seu DNA”, concluí.

“O israelita que desobedeceria à ordem de Deus, a meia noite teria a morte dos primogênitos em sua casa. Assim será com todo aquele que não tem o sangue do Cordeiro de Deus sobre a sua casa, ao romper a 'meia noite' e ela vem para todos” completei.
 

Mário Hort

Gostou? Compartilhe esta página em sua rede social:

Mostrar todos os livrinhos Faça sua encomenda de livrinhos