Rádio Podcast - Programa da semana
Culto ao vivo - Domingos às 20h

« Página inicial

Socorro! meu Titanic está afundando!
Mário Hort

Entendemos o que representa o grito de uma alma, que está afundando para a eternidade longe de Deus?

O navio mais famoso do mundo foi construído nos estaleiros de Belfast, na Irlanda, entre a primavera de 1909 e maio de 1911.

No dia 31 de maio de 1911 o navio deslizou do estaleiro da construção Naval White Star Line. Naquele dia de festa, um empregado da construtora disse: “Nem mesmo o próprio Deus pode afundar esse navio”. Mas em sua primeira viagem, no dia 15 de abril de 1912, às 2h30, o Titanic afundou ao som do hino: “Mais perto quero estar meu Deus de ti,” executado pela orquestra de bordo, após um choque com um IceBerg no Oceano Alântico. Com as 2.223 pessoas a bordo, o naufrágio resultou na morte de 1.517 pessoas.

Estive iniciando o preparo da mensagem para o culto, quando Mônica chegou a Livraria Ecos da Liberdade e narrou, de forma assustada, como a sua alma ardia em temor, ao testemunhar para um homem estranho, dizendo-lhe: “Se eu não lhe falo da graça de Deus, da salvação que você precisa, imagine, você pode cruzar a rua, morrer ali mesmo e irá para o inferno. E, eu serei culpada de sua perdição, pois não lhe falei nada do socorro que Deus, em Jesus Cristo pode conceder. O senhor estará eternamente no inferno e eu que nada lhe falei do Evangelho de Cristo, como ficarei”?

Com essa narrativa de Mônica, eu senti o dever de falar sobre “o grito de Socorro” daqueles que estão naufragando ao nosso arredor, e nós nada fazemos para salvá-los.

Entendemos o que representa o grito de uma alma, que está afundando para as chamas do inferno? Ouvimos ainda o pedido de SOS dos náufragos, que afundam ao nosso lado? A maioria dos cristãos está surda, não ouve nem percebe os clamores de multidões de pessoas, que estão se agarrando nos últimos destroços de seu “Titanic” que afundou, e eles estão agarrados nos seus últimos “destroços”.

O “Titanic” mais importante é o barquinho de sua existência e família.

A maioria dos cristãos dorme tranquilamente e até critica, aqueles que querem socorrer aos náufragos.

Mário Hort

Gostou? Compartilhe esta página em sua rede social:

Mostrar todos os livrinhos Faça sua encomenda de livrinhos