Rádio Podcast - Programa da semana
Culto ao vivo - Domingos às 20h

« Página inicial

Aperte os parafusos – Parte 5
Isaí Marcelo Hort - 11/11/2014

Sempre podem surgir barulhos irritantes no carro. Quando isso acontece, você pode tomar algumas decisões; Ficar nervoso sempre que dirigir. Tentar acostumar-se ou apertar os parafusos que estiverem soltos. 

Já ouvi dizer: “Eu acho que faltam alguns parafusos na cabeça da minha mulher”! E pode ser verdade. Por que ela está deste jeito? Porque o homem não apertou os “parafusos emocionais” da esposa. “Ela não regula bem”! Diz o marido. Então cuide dela, aperte os parafusos com carinho. Existem “parafusos” que só o cônjuge pode ajustar (não queira que outros façam isso por você). O homem deve ajudar a manter o funcionamento emocional da esposa e a esposa do marido.  Vamos lembrar-nos daqueles abraços carinhosos que recebemos no tempo de namoro. As palavras de afirmação e os presentinhos que surpreendiam sua amada! Isso tudo fazia com que o emocional dela ou dele ficasse ajustadinho. Naquela época você apertava os “parafusos”, ela estava firme emocionalmente e por isso você a escolheu. A falta de apertões carinhosos causa desajuste emocional no homem e na mulher.

Ao invés de apertar, muitos soltam ainda mais. Rir das decisões ou opiniões do seu cônjuge é uma forma de soltá-los. O deboche deveria ser uma prática desconhecida entre o casal. Gosto da frase que diz: “Nunca ria das escolhas de sua esposa... Afinal, você é uma delas”!

A Bíblia diz: “O marido conceda à esposa o que lhe é devido (amor, carinho...), e também, semelhantemente, a esposa, ao seu marido.” 1 Co. 7.3 (NTLH)

É um dever do marido e da esposa, conceder ao cônjuge o que for necessário para a saúde física e emocional. 

Esposa, você acha que seu marido não é mais o mesmo que era no tempo de namoro? Seja você a mesma namorada carinhosa que era. Conceda a ele o amor e carinho que ele está precisando. 

Faça-o sentir-se como um príncipe. Antes de casar, as mulheres fazem os namorados se sentirem príncipes encantados. Pouco depois do SIM, eles passam a se sentir como sapos inúteis. 

Elogie suas qualidades e não destaque as imperfeições. Isso é normal no tempo de namoro, mas por algum motivo, isso se inverte após um tempo de convívio. Passamos a destacar os defeitos e ignorar as qualidades antes admiradas. 

Existem tantas maneiras de ajustarmos o emocional do cônjuge. Uma delas é fazendo um elogio diariamente! Existem elogios de qualidade estética: A roupa, o cabelo, o perfume, os olhos ou outra parte do corpo. E também elogios de qualidade comportamental: “Que bom que você chegou cedo”, “obrigado por me ajudar”, “você é um ótimo marido”, “o melhor pai que nossos filhos poderiam ter”.

Faça um teste por 30 dias! Procure elogiar uma vez ao dia. Você vai sentir que ele(a) ficará bem mais firme emocionalmente e muitos “ruídos” sumirão. Seja novamente a namorada(o) que esforçava-se para agradar o namorado. Você vai se surpreender. 

Isaí Marcelo Hort

Mostrar todos os artigos